De que forma os Óleos Essenciais auxiliam a Equilibrar o Estresse Emocional Profundo?

Os aromas têm um potencial de impacto emocional que pode alcançar nossa psique, relaxando a mente e tocando o espírito. Os Óleos Essenciais, com sua energia aromática concentrada, influenciam profundamente nossa mente e nossas emoções.

 

Estima-se que nosso olfato seja até dez mil vezes mais preciso do que os demais sentidos. Uma vez captado pelo olfato, o aroma viaja até o cérebro (mais rápido do que os estímulos da visão ou da audição). O olfato nos conecta diretamente a estados emocionais e comportamentais, muitas vezes armazenados desde a infância. É o único dos cinco sentidos físicos que conecta-se diretamente ao sistema límbico – é através desse sistema cerebral que emoções como ansiedade, depressão, medo, raiva e alegria se manifestam fisicamente.

Imagem que ilustra a localização do sistema límbico em nosso cérebro.

 

Ao inspirar o aroma de um Óleo Essencial,  as moléculas aromáticas viajam dentro de nosso nariz e são registradas pelos nervos das membranas olfativas. As moléculas aromáticas estimulam esse revestimento de células nervosas e desencadeiam impulsos elétricos, que são transferidos para o bulbo olfatório localizado em nosso cérebro.

A partir do bulbo olfatório, esses impulsos alcançam o sistema límbico, muitas vezes referido como nosso centro de controle emocional. Pelo fato do sistema límbico estar diretamente ligado às partes do cérebro que controlam o batimento cardíaco, a pressão sanguínea, a respiração, a memória, os níveis de estresse e o equilíbrio hormonal, os Óleos Essenciais conseguem ter efeitos fisiológicos e psicológicos profundos.

 

 Detalhe de nosso bulbo olfativo.

 

Você já percebeu como um aroma pode evocar memórias e emoções antes mesmo de você se conscientizar disso? Ao sentirmos um aroma, primeiro nós reagimos, só depois pensamos. Todos os outros sentidos físicos estão conectados ao tálamo, que age como uma rede de distribuição para o cérebro, enviando estímulos em direção ao córtex cerebral (o centro de pensamento consciente) e outras partes do cérebro.

É importante lembrar que os Óleos Essenciais são luz solar transformada em energia bio-disponível. Sendo assim,  por trazerem luz à nossa vida (através das incríveis e delicadas moléculas aromáticas) esses Óleos são nossos aliados de cura bio-espiritual. É o milagre da Luz Perfumada.

Eles nos possibilitam acessar memórias armazenadas ou esquecidas e emoções suprimidas, para que possamos reconhecê-las e integrá-las, ou nos libertar delas. Essa integração interior é fundamental ao ser humano: a busca por uma personalidade integrada, através do conhecimento e refinamento de nossas emoções. 

Podemos entender a palavra “emoção”  como “energia em ação”. Emoção é a experiência da energia se movimentando através de nossos corpos (fisíco, energético, etc.). Essa energia emocional atua em uma velocidade mais rápida do que o pensamento. Pensamentos e imagens podem levar segundos até evocarem uma memória, enquanto que um aroma (por seu acesso imediato às nossas emoções) pode evocar uma memória em milésimos de segundo.

Memórias esquecidas e emoções suprimidas podem causar estragos em nossas vidas, sendo com frequência as causas subjacentes da depressão, da ansiedade e dos medos. Os Óleos Essenciais podem nos ajudar a superar e liberar essas emoções aonde quer que elas estejam armazenadas no “corpo-mente”.

Em 1992, foi descoberto que sesquiterpenos e sesquiterpenóis (presentes em Óleos Essenciais como o Sândalo e a Mirra) ultrapassam a barreira hematoencefálica, afetando a amídala, que é uma das áreas do cérebro que grava e armazena traumas emocionais. Quando inalados, os Óleos Essenciais têm a capacidade de apagar completamente a memória de um trauma emocional em nível de DNA celular. O Dr. Joseph Ledoux, da New York University, acredita que o efeito dos vapores dos Óleos inalados sobre a glândula da amídala poderia ser um enorme avanço no processo de liberação de traumas emocionais.

Inspirar um Óleo Essencial influencia a energia vibracional de nossas células, provendo-nos de saúde em diferentes níveis: físico, emocional e espiritual. Devemos nos maravilhar com a preciosidade das fragrâncias da natureza. Elas são uma expressão da harmonia integral da Criação, que as usa não só como meio de comunicação entre os reinos vegetal e animal, mas também como um instrumento de cura para todos os seres vivos. O olfato e o mundo das fragrâncias nos conectam à parte mais profunda de nós mesmos, aquela onde podemos encontrar a presença de uma alegria perene. 

Meditação olfativa com Óleo Essencial

 

Em linhas gerais, meditar significa exercitar sua concentração mental. Algumas técnicas meditativas centram a atenção através de um mantra, outras através da respiração, ou pelo ritmo cardíaco. No nosso caso, a meditação aromática, o aroma é o centro ao qual voltaremos nossa atenção. O aroma é a presença: ele absorve nossa atenção, a sustenta e preenche.

Antes de começar a meditação, conecte-se com sua intuição e escolha um Óleo Essencial. Confie em si mesmo e em sua intuição.

Agora sente-se em um lugar calmo e tranquilo. Coloque algumas gotas do Óleo escolhido numa vareta de madeira ou em um lenço.

 

Feche seus olhos e foque em sua respiração por mais ou menos um minuto, para aquietar sua mente. Quando se sentir relaxado, comece a sentir a fragrância do seu óleo. Permita o perfume maravilhoso dominar seus sentidos e observe o que acontece com seu corpo e suas emoções. Não tente analisar, apenas esteja presente no momento e desprenda-se de tudo. O poder do óleo está cuidando de você, está te ajudando a liberar o que é necessário ser liberado e te auxiliando no processo de cura.

Faça essa meditação por 5 a 10 minutos, depois descanse. Você pode anotar sua experiência em um diário aromático. Essa meditação pode ser feita quantas vezes você quiser, com o mesmo ou com Óleos Essenciais diferentes.

 

 

Texto original: Malte Hozzel. 

Tradução e Adaptação: Yuri Oberlaender. 

 

 

  • Alguma dúvida a respeito de Aromaterapia e Óleos Essenciais? Fique a vontade para fazer sua pergunta abaixo, nos comentários, ou nos mande uma mensagem inbox no Facebook. Se preferir, entre em contato em nosso email: editorial@oshadhi.com.br.

10 thoughts on “De que forma os Óleos Essenciais auxiliam a Equilibrar o Estresse Emocional Profundo?

    • Editorial Oshadhi says:

      Bom dia, Valter! O óleo que irá atender sua necessidadde depende, é claro, da origem de seu estresse.
      Para descobrir essa origem e o modo como tratá-la com a Aromaterapia, recomendamos que procure um aromaterapeuta qualificado.
      Contudo, a título de informação, dois óleos são reconhecidos por seus efeitos tranquilizantes: Lavanda Maillete e Bergamota ( lembrando-se de não expor-se ao Sol, caso o passe na pele). A maneira mais rápida dos componenentes químicos chegarem à nossa corrente sanguínea é através da simples inalação. Podes experimentar também um escalda-pés. Caso queira aprofundar-se um pouco mais nesse assunto dos efeitos emocionais dos Óleos Essenciais, recomendamos esse artigo.

      Estamos a disposição para qualquer dúvida!

      Um abração.

  1. Rosi Jacomelli says:

    Bom dia, não encontro na página de oshadhi para que serve o óleo de pacholi. Comprei junto com outros mas não lembro sua aplicação. Agradeço o esclarecimento.

  2. Sandra Helena Mathias Motta says:

    Olá, gostaria de saber o valor dos óleos essenciais de lavanda, para ajudar a combater o estresse e o de sálvia que ajuda combater os efeitos da menopausa? Muito obrigada 😘

  3. Luciana says:

    Antes mesmo de me tornar aromaterapeuta já havia percebido, através de situações cotidianas, que o sentido que mais me desperta memórias é o olfato. Interessante que muitas vezes são memórias de associações que nem me dava conta de haver feito, tal como sentir cheiro de capim meloso e me lembrar da casa da minha avó lá no interior ou certas nuances do cheiro de morango que me lembram daquela boneca especial que tive quando ainda era bem criancinha. São memória agradáveis, cheia de uma emoção gostosa, rs..

    • Oshadhi says:

      Bom dia, Luciana!

      Bem interessante… no meu caso, o cheiro de dama da noite (uma espécie de jasmim)
      me remete diretamente à casa de minha vó. Lá havia um jardim (muito bem cuidado),
      a noite o aroma de dama da noite preenchia o ambiente.

      Hoje, pelas pesquisas científicas, sabemos um pouco mais da conexão entre o olfato com
      o sistemas límbico (etc.), como já deves saber. Mas essa capacidade dos aromas nos levarem a lugares
      profundos de nós mesmos ainda permanece um mistério a ser vivenciado por cada um.

      Grato por seu comentário!

      Abração!

  4. drika_p2 says:

    Muito interessante todas essas informações!
    Gratidão por elas!
    Gostaria de receber os livros e-books dessa empresa sobre os aromas, tentei baixar no site mas da erro vcs poderiam me enviar no meu email? drika_p2@hotmail.com
    Gratidão mais uma vez!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *